Precificação: Uma das coisas mais difíceis do comércio. Tem gente que acha que é só dobrar o preço do fornecedor. Outras, para não ter um preço tão alto, aumentam só um pouco a porcentagem de lucro, sem nenhum embasamento quantitativo. Nos dois casos você vai vender, mas de forma errada, o que pode gerar prejuízos ao lucro e no fluxo de caixa. Quer saber como colocar preço nas mercadorias do seu e-commerce? Então veja essas dicas que darei a seguir:

O que analisar para precificar?

A precificação é o ato de atribuir um valor econômico a um produto ou serviço. Mas, para determinar esse valor é preciso considerar algumas variáveis, bem o propósito de aumentar o volume de vendas e obter lucro.

Tipos de precificação no e-commerce

Percentual de todos os custos relacionados à mercadoria, somado ao imposto cobrado e à margem de lucro desejada.

É simples, mas não é uma das melhores técnicas. Alguns produtos podem ficar com valor muito acima da média de mercado, fazendo você perder clientes, e outros produtos podem ficar com o preço muito abaixo e você acabar perdendo na margem de lucro.

É uma boa estratégia para equilibrar os preços do mercado. Existem ferramentas que fazem essa comparação de preços e ajustam os valores dos seus produtos automaticamente.

Seria o preço que o cliente se propõe a pagar, baseado em como ele vê o seu produto: qualidade, serviço, credibilidade e atendimento. O desafio é que ele não está por dentro da logística dos custos, então os ajustes monetários nem sempre são vantajosos.

É o tipo de precificação mais simples e é muito utilizado no mercado físico e no e-commerce, pois basta dobrar o valor cobrado pelo fornecedor para definir o seu valor de venda.

Por que a precificação é importante?

O brasileiro é muito sensível a preços e condições de pagamento e não perde a chance de barganhar pelos produtos, uma vez que considerar o valor um tanto quanto abusivo. Mas será que vale a pena apostar no menor preço? A estratégia de precificação é um elemento crucial e deve ser estudada com cautela, sempre considerando os custos variáveis do seu negócio.

E o mais importante: é preciso encontrar o equilíbrio entre a margem de lucro que você quer ganhar e o que o cliente está disposto a apagar.

Fazer o gerenciamento de uma loja virtual é um processo cada vez mais profissional. E em um mercado hipercompetitivo, sai na frente quem consegue se destacar com preço, qualidade e atendimento. Por isto, a precificação é um atributo que exige muito cuidado e, quando necessário, é interessante pensar em uma consultoria para e-commerce, principalmente o e-commerce que está começando agora. Gostou das dicas? Em que posso ajudar?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.